segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

45.O QUE TODA MULHER DEVE SABER DEPOIS DE MASTECTOMIZADA.


Ok, ninguém está preparado para ser mastectomizada. Não é que nem estudar para o vestibular, tentar o mestrado, se preparar para a São Silvestre, para uma retirada das amídalas, fazer um filme de baixo orçamento, ou mesmo um final de semana “animado”.
Ninguém está preparado para ter câncer, é um susto e pimba, o geito é encaixar o golpe e ir em frente, foi o que fiz, numa boa, até porque o meu câncer é curável e tem data para acabar. Vencer etapas, todo dia, uma a uma, todo dia: queda do cabelo e de sobrancelha, um pouco de cansaço pós quimio, pés inchados, uma alimentação rigorosa e fui indo bem, e até aqui aprendi muita coisa, como já falei, sou uma pessoa bemmmmm melhor.
Mas, a mastectomia, vou te contar, é duro. Alguém pode, por favor, ensinar como os OUTROS devem lidar com uma mulher mastectomizada?
Vou te contar, gente, parece que eu morri! Com exceções, as pessoas te olham como se vc tivesse feito uma cirurgia de troca de sexo misturada com uma plástica de orelha de abano, com uma certa peninha, aiai, meio deprimente, cruzes.
Peraí gente, tudo bem, é difícil, mas vamos lá, né, estou bem, a vida que segue e em breve terei peitos novos. A cirurgia foi muito bem feita e eu continuo me achando bastante interessante, até meio diferente, exótica. E o que é melhor, bem viva, vivinha da silva.
Agora, cá pra nós, como é que pode ter um dreno tão feio e horroroso? Por um acaso foi um homem com raiva de mulher que criou este dreno? A coisa já não é muito fácil de se adaptar, no meu caso uns 30 anos com a dupla, e fica mais difícil ainda com isto pendurado, acreditem. Já até improvisei umas coisas... depois conto.
Acho que vou aproveitar as semanas de moda tão em voga neste verão tipo SPFW e propor a um dos estilistas moderninhos presentes que pensem numa maneira mais charmosa de se encarar um câncer de mama. Afinal, somos um mercado consumidor bem grande, infelizmente, cerca de 60 mil mulheres por ano!
Aliás, meu próximo post vai ser de serviços. Vou te contar, dá pra fazer “coisas”.

3 comentários:

Chris disse...

Vc é única, e me fez pensar nesse negócio de lucratividade e quantidade de pessoas que lidam com a situação. rs
Bjs linda, Deus lhe abençoe

Elita Correia disse...

Olha sempre lembro de vc nas minhas orações. Minha mãe há 3 meses também fez uma mastectomia e hoje ela já retomou toda a rotina da sua vida, não depende de ninguém pra nada (ela é uma guerreira, assim como vc). A mastectomia é um aprendizado pra toda familia. Bjosss e fica com DEUS.

Carmen Gil disse...

Querida! Eu fico aqui torcendo por você e por seu pai! Sabe o que eu acho? Acho que deveria ser criado um Livro de Etiqueta para ser distribuído às pessoas que estão a nossa volta. Até mesmo àquelas que estão mais próximas de nós. Eu me lembro, por exemplo, da cara da minha mãe quando me viu careca pela primeira vez. Deus do céu! Eu me senti muito, mas muito pior mesmo! Podia ser assim um manual com frases a serem ditas em momentos estratégicos; o que não dizer de jeito algum, etc...
Um beijo! E força no lencinho!