segunda-feira, 27 de abril de 2009

64.SRA MINISTRA, COM TODO RESPEITO...


Excelentíssimos Leitores deste blog...
Quando resolvi escrever aqui neste espaço pra chamar de meu, prometi a mim mesma, de pé junto, que jamais iria tocar em dois assuntos polêmicos, que são polêmicos em qualquer churrasco de amigos de amigos ou quando somos apresentadas à família do namorado: política e religião.
Vez por outra faço contato com uns santos, principalmente através do meu primo Públio, da tia Tânia e da tia Dodora, mas na maioria das vezes fico ali pelo lugar comum, acendendo uma vela pra Deus e outra pro Diabo, como dizem. Com essas coisas não se discute, e eu prefiro me manter assim: “No creo en brujas, pero que las hay, las hay “. (Eu não creio em bruxas, mas que elas existem, existem). Bom,vinha me mantendo de boca fechada até que a dor da nossa Ministra candidata saiu no jornal. A Ministra Dilma Roussef está com câncer, como todos sabem, fato que foi fartamente noticiado pela imprensa neste fim de semana. É um câncer detectado no início, as chances de cura são em torno de 90% e ela certamente vai ter todo o tratamento digno de um cidadão brasileiro. Digno de um cidadão brasileiro que tem acesso ao tratamento, diga-se de passagem.
Aí que eu escorreguei e descumpri minha promessa.
Com todo respeito, Sra Ministra, será que a Sra, que é dona do $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ do governo, acometida por esta doença tão “epidêmica” no Brasil, não se interessa em dar uma voltinha, meio anônima, pelos postos de atendimento de saúde do País? Assim, começando pelo Maranhão, por favor, onde o líder do Senado, José Sarney, mandou, manda e desmanda por tantos anos?
Com todo respeito Sra. Ministra, será que a Sra. pode fazer uma visita ao INCA e ver o esforço incrível dos profissionais que lá trabalham e quem sabe fazer um INCA em cada Estado Brasileiro, com um orçamento digno de quem é responsável e luta pela vida de tantas pessoas? Dê uma passada na ala infantil, é de doer o coração.
Com todo respeito, Sra.Ministra, a Sra. poderia dar uma voltinha nos laboratórios de pesquisa de algumas universidades brasileiras e se inteirar de estudos incríveis que estão sendo feitos por quixotescos pesquisadores que trabalham em condições precárias e ganham um salário inacreditável, menor até que o contínuo do Senado?
Vossa Excelência, com todo respeito, iria ficar de boca aberta, pasma mesmo.
A senhora teria idéia de quantas dores poderiam ser evitadas, de quantas famílias seriam poupadas de sofrimentos sem fim, e claro, se todos pudessem e tivessem direitos de ter diagnósticos precoces como o seu.
Um exemplo prático: meu pai, classe média, professor universitário aposentado, morador de bairro nobre de Niterói, precisa andar (ainda bem que de carro!) por uma hora para fazer uma sessão diária de radioterapia. Agora, Senhora Ministra , imagine o cidadão que serviu café na Universidade que meu pai deu aula em Manaus e que, por azar, teve um diagnóstico, não precoce óbvio, de câncer? Esse aí, coitado, se existisse fora da minha imaginação, com certeza já teria morrido faz tempo... e até hoje não saberia do que morreu.
Portanto, Senhora Ministra, transforme o PAC - Programa de Aceleração do Crescimento, carro chefe de sua candidatura à Presidência desta República chamada Brasil, em PAC do B – Programa de Amor ao Cidadão Brasileiro. Este sim, merece ser eleito.
Sra. Ministra, que Deus a proteja.

20 comentários:

Rubia Raquel disse...

Clélia... Adorei seu post hoje e assino embaixo!!!
No meu caso, se não tivesse plano de saúde nem sequer teria podido fazer uma mamografia, pois a rede pública só cobre a partir dos 40 anos!
Um grande beijo e boa semana!

Irina disse...

Durante o final de semana estava assistindo um telejornal quando interromperam a notícia para entrar ao vivo na coletiva de imprensa da Sra. ministra.
Ela por diversas vezes agradeceu imensamente a equipe do SÍRIO-LIBANÊS, hospital de primeira em todos os quesitos. Naquele momento me perguntei porque os governantes do nosso país que são acometidos por tantos males não se tratam em hospitais públicos? Não seria um grande exemplo para toda essa nação sofrida? Sou a favor que qualquer governante desse país coloque seus filhos para estudar em escolas públicas, utilize os serviços da rede hospitalar pública. Quem sabe os olhos não se abrem?
Parabéns pelo post Clélia, muito oportuno.

Anakoelho disse...

Parabéns pelo post,taí gostei!
Um abraço,ótima semana!


Anakoelho

tonia disse...

de tão pertinente, tem que publicar nos jornais!
bjs
T

Sandra Ferreira disse...

Adorei!!!!

Meu pai reside no RS em Santa maria e atualmente está "morando" em Porto Alegre, em hotel é claro, para fazer radioterapia, ainda bem que ele tem condições...

Abraço.

A grande batalha! disse...

Parabéns Clélia!
Estou contigo também.
Cada vez mais pessoas aparecem com câncer e nossos governantes não se empenham em olhar para essa doença, afinal para eles o tratamento é no Sírio Libanês, então para que se preocupar...
Adorei a crítica!
Beijos,

Thaís

Engrácia de Manaus disse...

"Concordíssimo" com vc. Sei que não foi sua intenção mas me emocionou muito.Um grande bj no seu doce coração

Anônimo disse...

clap clap clap plamas pra vc clélinha,
sempre postando utilidade e inteligência.
saudades de você...bjs
Carmen Romnini

Anônimo disse...

clap clap clap palmas para você Clélinha, sempres postando utilidade e inteligência!
saudades...
Carmen Romanini

Menina Robô disse...

Verdade, Clélia quando eu e minha mãe vimos o noticiário, ela falou sobre a importância do checkup, mas o diagnóstico precoce foi descoberto através da Tumografia e nesses postos de saúde público não tenm nem o aparelho de Raio X quanto mais a tumografia.

Aff... ela tem q revisar na sua definição de Checkup na saúde pública...

Com todo respeito,

assino em baixo.

Kariny

Luciane disse...

adooorei..fiquei me questionando..se a gente q tem convenio particular é uma loucura para conseguir fazer uma tomografia simples..imagina uma coronariana q só tem em hospitais the best...agora..e o povo q só tem o sus ???? mal tem acesso ao "ral x" ???? o pessoal do sus te acesso aos mesmos medicamentos ???? não..e pra ter tem q entrar na justiça..pq direito se tem..mas o povo sabe disso??? tem acesso a advogado para isso ??? sem comentarios...e nós com nossos modestos convenios vamos brigando..nos virando..e acima de tudo lutando... a dona ministra..boa sorte me seu tratamento..e como digo..força ai...

Renata (impermeável a) disse...

Bem, primeiro dizer que um dia fui simpatizante do PT. Segundo, sou de esquerda e atualmente não simpatizante de nenhum partido ou movimento e que sou profissional da saúde e já estive inserida dentro do serviço de saúde pública.

Mas, queria deixar aqui claro o quanto a medicina é cara!!!

Para doenças de alta complexidade o tratamento é caro!!!!!

Para saúde básica é necessário planejamento!!!!

Sendo assim, acho que neste momento pensar em fazer raditerapia na esquina de casa de graça é completamente utopico, em um país onde ainda se morre de doenças comuns de terceiro mundo!
Assim, como é ingênuo pensar que está tudo centralizado no governo federal!
A máquina está errada.... existe muito dinheiro que está empregado errado, está mal administrado, que está sendo corrompido....

É toda uma estrutura errada, começando dos cidadâos que vivem do assistencialismo ao invés de cobrarem pelos seus direitos, terminando por funcionários mal preparados e sem disposição!

Inclusive existe uma grande controvérsia neste país: morre-se de dengue e o SUS arca com doenças tão complexas que nem sistemas de saúde públicos europeus assumem!

LEgal que a ministra tenha o melhor tratamento que existe na mundo, bom para ela!!!
Foi bom para mim, ter um bom plano de saúde para cobrir todo meu tratamento, apesar de ter que andar 1 hora para as quimios, consultas e exames, porque morro no interior
Seria também bom para todos se tivessem as mesmas oortunidades que eu e a ministra tivemos de poder SE ESFORÇAR para estudar, se matar de trabalhar para ter acesso a tudo isto, assim como, seria bom se o Wellington lá no interior do Maranhão não tivesse ainda "barriga d"agua"...

clelia disse...

Concordo inteiramente com vc Renata, e sei que as dificuldades são muitas,mas bato na tecla do diagnóstico precoce, o que diminuiria em muito o nosso índice, e portanto o n. de pessoas que precisam de radioterapia. O diagnóstico precoce é bem mais barato, né? Poderia falar sob muitos pontos de vista, mas me detive neste fato, que é uma característica dos blogs. Poderíamos falar de prevenção, higiene, planejamento urbano, educação, nossa, infelizmente temos muitos problemas neste país, e eu diria que primários. Por isso relutei em falar de política ou tocar neste assunto, é difícil não "subir nas tamancas", não é mesmo? Só sei que o cidadão (a) brasileiro (a) é um homem bom,batalhador e na sua maioria, honesto (o), e definitivamente merece ser tratado com mais respeito pelas autoridades brasileiras. Em tempo: também sou de esquerda,sou não sei de quem, pois mes sinto "dormindo com o inimigo". Vou parar por aqui e nunca mais tocarei no assunto. Beijos querida, e obrigada pela valiosa contribuição.

Rosario-SP disse...

Eu pediria ao nossso presidente que vá junto com a ministra, pois assim cai um pouco mais na real.Em vez de promover o cnacer como meta e piedade para futura Presidenta!!!

Menina Robô disse...

Olá!
Querida, tem um selo para você, mulher bem resolvida na vida, te esperando lá no blog.
Aproveito para desejar a você um lindo final de semana.
Fique com Deus.

Menina Robô disse...

Tem meu Selo Especial pra vc em meu cantinho, dê uma passadinha lá

=D

Kariny

JÊ disse...

CLELITA,
DA MANEIRA QUE A COISA DA SAUDE PUBLICA VAI , ESSE PAC MAIS PARECE PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CANCER.
SAUDAÇ~ES ALVINEGRAS,
BEIJO SAUDOSO

marymary disse...

Olá Clélia!
A D O R E I!
Quando vi a ministra aconselhando o cuidado que todos devem ter e que fazer exames preventivos é importante fiquei muito irritada mas calei. O País todo se comovia com o problema da ministra e nem sequer avaliava o conteúdo prepotente, egoista e irreal da fala dela. Você disse tudo e com muita classe!
Um beijo!
Olinda Mary Machado

Adriana Pinheiro disse...

arrasou na postagem!

Lusa Vilar disse...

Pertinente a sua postagem. Ela me fêz lembrar o sofrimento de um Tio meu, Benône Piancó, a quem carinhosamente chamava de Tio Bem. Ele faleceu de câncer de próstata, metásteses na coluna vertebral. Era um Cidadão comum, igual a todos os brasileiros, pagou todos os impostos pensando que na velhice teria direito a tratamento de saúde pelo Sistema Público, foi internado no Hospital das Clínicas do Recife. Precisou passar por uma cirurgia na qual os médicos teriam que descomprimir sua medula, e colocar parafusos nas vértebras para que não ficasse paralítico e com incontinência urinária. Escutei com meus próprios ouvidos, da boca do cirurgião, que apenas tinha descomprimido a medula,mas que ele teria que ficar inerte no leito à espera dos tais parafusos, pois o hospital não dispunha, naquele momento, do material, tampouco tinha dinheiro para comprar e sequer crédito tinha mais para mandar buscar antecipadamente, porque estava devendo a todos os fornecedores e ninguém jamais venderia fiado ao Hospital das Clínicas do Recife, porque era um hospital que não honrava seus compromissos financeiros. Assisti impotente, porém revoltada, a sua morte causada por inúmeras escaras, infecção generalizada, metástases em quase todos os órgãos. Sabe-se que homens acometidos de câncer de próstata, se bem assistidos, podem conviver com a doença por anos a fio e morrer até de outras doenças. Lendo seu artigo, me veio a certeza de que se meu saudoso Tio fosse um Ministro de Estado, um candidato a Presidência da República, estaria conosco e jamais teria tido um sofrimento daquele, humilhante e desumano, porque até sua roupa de cama hospitalar eu trazia para lavar em minha casa, porque o Hospital me convidou a fazê-lo,justificando que não havia lençóis suficientes para ele. As fraldas descartáveis, foram compradas com o dinheiro dele,os cremes receitados para as escaras, o colchão caixa de ovo, enfim, o pouco de conforto, se é que foi conforto, foi financiado com o dinheiro dele, quero dizer o dinheiro que estava no bolso dele, pois o dinheiro que ele entregou antecipadamente ao governo, para garantir a sua saúde na velhice, caiu na malversação, no bolso dos corruptos ou vive guardado como reserva de contingências, para que os políticos possam se tratar com descência. A ministra Dilma lhe desejo boa sorte, sucesso no seu tratamento, que Deus lhe abençõe e lhe dê a cura necessária, quem sabe se for Presidenta não tenha vontade de modificar o derespeito do Governo em relação aos direitos e garantias constitucionais do cidadão brasileiro. Desculpe o desabafo, saúde para você, que Deus lhe proteja sempre. O tio a quem me refiro está nesta página que fiz em sua homenagem: http://memoriatiobem.blogspot.com/