sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

36. QUE VENHA 2009!!!




Quando chega o final do ano sempre fazemos uma lista do que deu certo ou errado e também fazemos os planos para o ano seguinte, neste caso 2009.
Na maioria das vezes o nosso balanço do ano que passou é positivo, e se chegamos aqui escrevendo ou lendo este blog significa que estamos vivos, nem sempre vivinhos da silva, mas “positivos e operantes”.
No meu caso o ano foi mutiiiiito positivo, por incrível que pareça. Foi bom porque o câncer me deu a possibilidade de ver o mundo de outra forma, e me despeço de 2008 com uma vontade enorme de viver como há tempos não sentia.
Fiquei pensando no assunto e afirmo, que a última vez que senti algo parecido foi quando minha filha Elisa nasceu. Lembro que quando ela saiu do berçário para mamar pela primeira vez eu olhei para aquela pessoinha ali pequena e vulnerável, e para aquele rostinho doce e lindinho, e pensei: não posso morrer de maneira nenhuma nos próximos 15 anos!!! Pelo menos até que ela já possa se defender e aprendido um pouco mais do mundo e claro, que eu já tenha deixado uma previdência privada que garanta a sua formação até, pelo menos, o fim do ensino médio (na época segundo grau).
Amamentá-la foi o gesto que despertou em mim uma vontade de viver nunca sentida e de uma convicção inabalável .
Neste ano de 2008 que acaba, o peito cheio de leite que me fez ficar enorme e potente, é o mesmo peito que me faz novamente ficar enorme e potente e agora, pela falta dele. Porque ele se vai em breve, mas deixa na falta a mesma vontade de viver daquele dia, há 12 anos atrás. Ele se vai, mas com excelentes serviços prestados porque tenho certeza que a melhor coisa que fiz com eles nestes anos todos que eles estão comigo foi alimentar minha filha, como bem lembrou minha amiga Lulu.
Feliz 2009 para todos nós, que por motivos diversos, temos uma enorme vontade de viver.

9 comentários:

Marelisa disse...

Clélia, em 2009 vc pode perder "meio peitos", mas certamente ganhará muito mais que isso. Afinal, minha xará não precisa mais deles. O importante é o que está do lado esquerdo, dentro do coração, assim falava a canção...

Anônimo disse...

Clélia

Você é uma "iluminada". Já estou correndo um abaixo-assinado para inscreve-la como candidata a santa.

Bjs

clelia disse...

Prezado Anônimo, por favor não faça isso de maneira nenhuma! meu passado me condena, e o meu futuro ninguém sabe. Mas uma coisa é certa: a vida de uma santa não é a das mais animadas, e isso é contra os meus princípios. Abraço, Clélia

graça disse...

pra mim tb,sabia?
amamentar a Tati, uma bebedora de leite compulsiva ;)foi e talvez seja até hoje a lembrança com a maior e mais perfeita concentração de felicidade por centimetro cúbico que guardo da minha história de vida.
- é bom é demaaaaaaaaaaaix! um prazer único e inesquecivel!
vou t escrever, tá baby?
sobre tua entrevista no doc ser antes, caso vc possa,e queira, do dia 11. Bacci amore!Gra

graça disse...

pra mim tb,sabia?
amamentar a Tati, uma bebedora de leite compulsiva ;)foi e talvez seja até hoje a lembrança com a maior e mais perfeita concentração de felicidade por centimetro cúbico que guardo da minha história de vida.
- é bom é demaaaaaaaaaaaix! um prazer único e inesquecivel!
vou t escrever, tá baby?
sobre tua entrevista no doc ser antes, caso vc possa,e queira, do dia 11. Bacci amore!Gra

Jê disse...

Caro Antônio,
Nos conhecemos ? A que Antôio me direciono ?
Já levarem a Vale, tentaram a Petrobás mas a Clélia é nossa !
Santa ?! Nã se atreva !
Feliz Ano Novo !
Abraço

Embriague-se... disse...

Ai que delícia de leitura!
Que venha 2009!
Que presente ler aqui!
Abraços de peitos abertos!
Milene - Brasília - DF

clelia disse...

Poxa, depois de todos os comentários com o peito cheio de orgulho! :)
Bjs e Feliz 2009 para todods nós.

Mariana Rocha disse...

Gata, nada a ver, né, mas vi um filme surpreendente, tocante e lindo demais, Irina Palm. Se você conseguir, tire aí na sua locadora, que, ao contrário dos laboratórios e pet shop, estão ficando cada dia mais escassos. Não vou contar sobre o que é, mas é demais.
Te beijo forte e desejo sorte!
Mari